Formação em

Construção Civil

Construção Sustentável

Construção sustentável

Objectivos
O curso tem o objectivo formar os profissionais com toda a informação relevante para as suas opções de forma a melhorar o desempenho energético-ambiental do meio edificado. Desta forma também reforça a responsabilidade dos participantes nas suas decisões de forma a estimular o mercado no sentido da sustentabilidade e com que cada transacção comercial seja um passo no desenvolvimento sustentável.

Destinatários
Arquitectos, engenheiros civis, projectistas, desenhadores técnicos, empreiteiros de construção civil e obras públicas, profissionais da área do ambiente, proprietários de imóveis, gestores de condomínio, técnicos que integram a equipa de projecto e peritos qualificados.

Conteúdo programático
1. Construção sustentável
2. Conceitos
3. Implementação de medidas – verificação e vantagens
4. Princípios da arquitectura adequada/ bioclimática e do planeamento estratégico sustentável
5. Sistemas de classificação da construção sustentável
6. Apresentação e análise de casos de estudo/ casos práticos – residenciais, reabilitação, industrial, serviços.

Duração da acção
40h

Marcação CE em estruturas metálicas

Marcação CE em estruturas metálicas

Objectivos
Conhecer o processo de marcação CE dos componentes estruturais metálicos de
acordo com as normas EN 1090

Destinatários
Esta acção destina-se a quadros técnicos que pretendam conhecer as principais implicações da Marcação CE de Estruturas metálicas segundo a EN1090.

Conteúdo programático
a) Ficar a saber quais os ensaios de tipo iniciais a realizar;
b) Ficar a conhecer os contornos do sistema de controlo da produção em fábrica;
c) Ficar a saber como elaborar a declaração de desempenho;
d) Ficar a saber como aplicar a marcação CE.
Características essenciais dos elementos estruturais metálicos
Requisitos do controlo da produção em fábrica
Declaração de desempenho e marcação dos produtos

Duração da acção
8 horas
Lisboa 03-06-2014 (09:00/18:00)

Normas e Técnicas de Acessibilidade - DL 163/2006 e Segurança

Normas e Técnicas de Acessibilidade – DL 163/2006 e Segurança

Enquadramento
Decorridos 4 anos da entrada em vigor do DL 163/2006, que aprovou “Normas técnicas para melhoria da acessibilidade das pessoas com mobilidade condicionada” com aplicação obrigatória à via pública, aos edifícios em geral, aos estabelecimentos e equipamentos, onde se inclui também os edifícios de habitação, surgem novas oportunidades de abordagem entre a acessibilidade e a segurança de edifícios.

Objectivos
Desenvolver a capacidade de análise crítica sobre as matérias da acessibilidade nas fases de projecto, licenciamento, construção civil, manutenção de edifícios, com enquadramento na legislação de acessibilidade em vigor;
Adquirir os conhecimentos necessários para identificação de riscos de segurança e caminhos de evacuação de emergência;
Adquirir os conhecimentos para adoptar metodologias personalizadas de trabalho e de aprendizagem adequadas aos objectivos visados;
Compreender as dificuldades das pessoas de mobilidade condicionada com diferentes tipos de limitações motoras, visuais e auditivas.

Destinatários
Arquitectos, engenheiros, urbanistas, fiscais de obras, técnicos autárquicos, gestores da qualidade, técnicos superiores de higiene e segurança;
Técnicos interessados em aprofundar conhecimentos de acessibilidade para aplicar em projectos de arquitectura, planos de acessibilidade, planos de emergência ou em simulacros.

Conteúdo programático
Apresentação dos objectivos e plano da formação.
Enquadramento do tema da acessibilidade.
Barreiras arquitectónicas – exemplos práticos.
“Universal design “ e mobilidade condicionada.
Instrumentos legislativos e hierarquia de aplicação.
Exercícios de mobilidade na óptica do utilizador.
Normas técnicas de acessibilidade.
Percurso acessível na via publica e no meio edificado.
Zona de permanência, largura livre, zonas de manobra, alcance e manipulação de manípulos e comandos.
Normas técnicas de acessibilidade – requisitos legais.
“Decreto –Lei n.º 163 /2006, de 8 de Agosto”.
Edifícios e estabelecimentos em geral.
Edifícios de habitação.
Plano de acessibilidade – exemplos de concepção.
Segurança e acessibilidade.
Técnicas de abordagem e condução de pessoas de mobilidade condicionada.
Simulacro de evacuação de emergência exercício prático de aplicação da temática numa acção de evacuação.

Duração da acção
24 Horas